Crikka Amorim é cantora, compositora, violonista, arranjadora e diretora musical.

Começou sua carreira após passagem pelo Garganta Profunda, grupo vocal que renovou a cena musical do Rio de Janeiro. Mas, o olhar sempre curioso a levou para o exterior, onde estudou, pesquisou e fez shows na França, Bélgica, Alemanha e Áustria.

Foi atração principal na festa de aniversário da cidade de Salzburgo (Áustria) e fez o show de abertura da banda Jehtro Tull. Participou do Festival de Jazz da Bélgica junto com a cantora Márcia Maria. Depois de todo este aprendizado, voltou ao Brasil para mostrar seu trabalho no circuito musical Rio-São Paulo. E, 1996, já mostrava ao que veio: Com direção da atriz Louise Cardoso, apresentou o show "Vem Comigo", no Hipódromo UP (Rio de Janeiro), na Nigth´s Rio e na Expo 96.

O constante desejo de estudar e trocar informações a colocou na universidade. Crikka é formada em Arranjo Musical pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNI RIO) e em Harmonia e Arranjo pelo Centro Yan Guest  de Aperfeiçoamento Musical.

A partir de todas estas experiências e buscando a sua própria identidade musical, a cantora lançou "No Ponto" (2004). Este CD, foi concebido com canções autorais, regravações e músicas inéditas de compositores consagrados da MPB. Arthur Maia aceitou o convite e foi o diretor musical, arranjador e produtor do projeto.

Em 2008, foi lançado "Pirataria - Rita Lee por Crikka Amorim". Este trabalho nasceu de longa pesquisa com o jornalista Beto Feitosa e da produção do guitarrista André Agra. "Pirataria" homenageia 40 anos de rock´n´roll de Rita Lee com a releitura de músicas conhecidas e algumas pérolas que só os fãs mais dedicados vão reconhecer.

O resultado de toda esta trajetória é diversidade de ritmos e swing. Crikka Amorim encontra uma forma de misturar estes elementos com voz e violão e de forma inovadora mescla sonoridade acústica a elementos eletronicos.

Com "Pirataria", a artista se apresentou em várias cidades do Brasil como Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Itabira (MG), Rio de Janeiro, Niterói (RJ), São Paulo capital e por todo o interior, pelo projeto SESI MÚSICA POPULAR 2009.

Como diretora musical assina os shows da cantora Nubia Maciel ("Uma qualquer") e de Patricia Melodi ("Íntimo"). Com Patricia também assinou o coaching vocal no show “Anjo Torto”, homenagem a Torquato Neto.

Já assinou também a direção musical de peças de teatro com a cia La Mariquita (SP) e atua como músico no Samba de Rainha, aclamado grupo de samba paulista.